FOTO: Reprodução

Maiara & Maraisa comentam sobre novo CD/DVD

Chegou ao mercado em abril o novo DVD da dupla Maiara & Maraisa, gravado em 30 de outubro do ano passado em Campo Grande. O produto, que saiu também em CD e está disponível nas plataformas digitais, é uma realização da WorkShow em parceria com a Som Livre. Ao todo, são 22 faixas, entre regravações e inéditas. Com direção musical de Eduardo Pepato e direção de vídeo de Fernando Trevisan, o registro mostra toda a força e talento da dupla que, embora com longo tempo de carreira – 15 anos -, somente em 2016 alcançou reconhecimento nacional. “Antes, seja como compositoras ou nas apresentações, faturávamos muito pouco, às vezes nem o suficiente para as despesas básicas. Tanto é verdade que em 2017 fiz pela primeira vez minha declaração de imposto de renda”, afirma Maiara.

A escolha de Campo Grande para sediar o registro explica a citada fase pouco glamurosa, mas não menos importante da carreira das irmãs. “Há três anos, fazíamos quatro, cinco apresentações por mês, em espaços pequenos e cobrando no máximo R$ 5 mil de cachê. Um contratante de Campo Grande nos procurou interessado em fazer um show na cidade. Disse que o nome da dupla estava em alta por lá e que gostaria de fazer um show num espaço maior. Ficamos surpresas, nunca tínhamos promovido trabalhos ou feito shows na cidade. Não tínhamos ideia do sucesso espontâneo que nossas músicas faziam por lá. Enfim, a apresentação foi o máximo – assistida por 10 mil pessoas”, recorda Maraisa. “Na hora de escolhermos a cidade sede da gravação deste DVD, a história de Campo Grande falou mais alto. Além disso, a capital do Mato Grosso do Sul é um importante berço do sertanejo, de onde saíram artistas como Luan Santana, Michel Teló, Maria Cecília & Rodolfo e Jads & Jadson”, completa sua irmã.

A gravação aconteceu no estacionamento do shopping Bosque dos Ipês, na presença de 20 mil pessoas. “A tensão foi muito grande na véspera, por conta de uma chuva forte que caiu na cidade. Naquele mês fizemos nada menos que 31 shows. Acabamos planejando o DVD em meio às viagens e tivemos pouco tempo de ensaio. Estávamos exaustas. Então, tinha o medo de cair um toró e o público não ir ao show, medo de dar um problema e a gente não conseguir gravar? Mas na hora marcada, a gente relaxou e o show foi lindo. A estrutura (30 toneladas de equipamentos, com direito a painéis de LED e fogos de artifício), a ambientação, a energia do público, tudo funcionou como planejado”, explica Maiara. A propósito, a sonoridade também traz características sul-matogrossenses: a vanera está presente em muitas das 22 das faixas. Um dos motivos: a maior parte dos músicos da dupla é do estado.

MUITOS HITS

O primeiro vídeo oficial do DVD Ao vivo em Campo Grande, Você faz falta aqui, foi postado uma semana após a gravação e já contabiliza quase 94 milhões de acessos no YouTube. A canção havia sido lançada em agosto em versão acústica, no projeto Agora é que são elas (com Marilia Mendonça). Depois, vieram outros vídeos, postados nas semanas que antecederam o lançamento do CD/DVD, como forma de aguçar no público o interesse pelo produto. Entre eles, Sorte que cê beija bem, que já acumula 73 milhões de views no YouTube; Sob nova direção (32 milhões) e Bengala e crochê (32 milhões). Esta última, na opinião das irmãs, é um dos momentos mais emocionantes do DVD. Começa com Maraisa sozinha no piano, cantando a bela letra da canção, para na sequência Maiara entrar para dividir os vocais, na companhia da banda. Ainda entre os destaques, a canção Lágrimas (Maiara/Gabriel Agra e Frederico Nunes), originalmente composta para entrar no disco que Cristiano Araújo gravaria antes de morrer, em junho de 2015. E claro que os megahits Medo bobo e 10% estão presentes no setlist.

Compositoras consagradas, as irmãs – devido à atribulada agenda de shows em 2016 – só aparecem na autoria de duas faixas: Lágrimas e Medo bobo. “Por um lado foi bacana, porque pudemos contar com vários e ótimos autores nos ajudando”, diz Maiara, revelando que num próximo projeto o lado autoral dela e de Maraisa deverá se evidenciar. “Neste ano, felizmente alcançamos um outro patamar em nossa carreira. Agora nosso acordo com a WorkShow prevê no máximo 20 shows/mês. E viajamos em vôos fretados, o que facilita a locomoção. Assim voltamos a compor e já temos várias músicas prontas”, diz Maraisa, revelando desejo de gravar em espanhol. “Em abril fizemos nossa primeira tour internacional (shows em Lisboa, Bruxelas e Londres) e seria muito bacana trabalhar na América Latina, quem sabe cantando em espanhol”.

Além dos shows da dupla, as irmãs tem se apresentado ao lado de Marilia Mendonça, no evento chamado Festa das Patroas, inspirado numa gravação de mesmo título realizada pelas três em 2015. Só neste ano, a festa já passou por cidades como Recife, Fortaleza, Belém, Sumaré e Belo Horizonte. E este mês esteve em São Paulo (dia 6), Salvador (13) e João Pessoa (28).

Conforme citado no início deste texto, Maiara & Maraisa passaram por muitas dificuldades e provações até alcançar o estágio em que se encontram. Eram muitos “não” para raros “sim”. E pra quem achava que as gêmeas, nascidas em São José dos Quatro Marcos (MT) e criadas em Araguaína (TO), onde despontaram para a música, não passariam de fogo de palha, Maiara avisa: “Vencemos no mercado, mas ainda há muito preconceito com a música que a gente faz. Para esses críticos, deixo um recado: “É melhor aceitar, meus amores. Aceitem, que dói menos”.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo que viole os termos de uso, denuncie.